ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA - PARTE 2

II – ALMA, PRINCÍPIO VITAL E FLUÍDO VITAL

Outra palavra que mereceu especial destaque por Kardec foi ALMA. Essa palavra sempre foi motivo para diversas opiniões. A lexicografia lhe atribuiu uma variedade de sentidos de acordo com cada contexto em que foi inserida. Na prática, isto demonstrou a imperfeição da língua. Se cada ideia fosse representada por um termo apropriado muitas discussões seriam evitadas. 

A dificuldade de entendimento ocorre em razão da inexistência de uma palavra para se referir a cada coisa, ou seja, UMA PALAVRA pode e é comum significar várias coisas. Para uns ALMA seria o princípio da vida orgânica. Para outros, princípio da inteligência, agente universal que cada ser absorve uma porção. Segundo outros, alma seria um ser moral, independente da matéria, que conserva sua individualidade após a morte

Conforme Kardec, sem adentrar ao mérito de cada opinião, considerando o lado puramente linguístico, as três aplicações da palavra constituem três ideias diferentes, mas, de acordo com o ponto de vista que aborda, tem razão ao lhe dar uma definição.

Contudo, para evitar confusões, é necessário convergir para uma só significação, fruto de simples escolha. A Doutrina Espírita preferiu ficar com o significado mais comum da palavra, definindo que ALMA se refere ao ser imaterial e individual que existe em nós e sobrevive ao corpo. 

Para as demais ideias, a Doutrina Espírita conceituou:

PRINCÍPIO VITAL: princípio da vida material e orgânica, seja qual for a sua fonte, que é comum a todos os seres vivos, desde as plantas ao homem; A vida existe sem a faculdade de pensar; Uma propriedade da matéria, efeito que se produz quando esta se encontra em determinadas circunstâncias; Ou fluído especial, universalmente espalhado, do qual cada ser absorve e assimila uma parte durante a vida, qual os corpos inertes absorvem a luz; Seria o fluído vital, tal como o elétrico animalizado, designado por fluído magnético ou nervoso, etc.

PRINCÍPIO INTELIGENTE: a definição deste princípio encontra-se na questão 23 de "O Livro dos Espíritos" (1), cuja pergunta "Que é Espírito?" traz a seguinte resposta: Princípio inteligente do Universo.

Ao estudar a Codificação Espírita será comum verificar o uso das expressões Espírito e Alma como sinônimos e significando: "ser imaterial que existe em nós e sobrevive ao corpo".

Conforme "O Livro dos Espíritos" uma complexidade que envolve nossos sentidos materiais porque não fomos organizados para perceber o espírito sem matéria. Por isso, enquanto encarnados a inteligência, atributo essencial do espírito, os quais confundem-se num princípio comum, para nós, são uma e a mesma coisa (questão 24).

Na Primeira Parte do Livro dos Médiuns, Capítulo I, denominado Noções Preliminares, respondendo a questão: Existem Espíritos? a certa altura o Codificador afirma: "Seja qual for a ideia que se faça dos Espíritos, a crença na sua existência decorre necessariamente do fato de haver um princípio inteligente no Universo, além da matéria. Essa crença é incompatível com a negação absoluta do referido princípio. Partimos, pois, da aceitação da existência, sobrevivência e individualidade da alma, de que o Espiritualismo em geral nos oferece a demonstração teórica dogmática, e o Espiritismo a demonstração experimental" (2). 

Allan Kardec sugeriu, para evitar confusão, o emprego da palavra alma para as ideias acima apresentadas, desde que junto à mesma viesse um qualificativo especificando seu significado, tais como: 
- Alma vital – para designar o princípio da vida material (comum a todos os seres orgânicos); 
- Alma intelectual – para o princípio da inteligência (comum para animais e homem); e, 
- Alma espírita – para o princípio da nossa individualidade após a morte (pertencente somente ao homem).

1. KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Trad. J. Herculano Pires. São Paulo: LAKE, 2013.
2. KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. Trad. J. Herculano Pires. São Paulo: LAKE, 2013.

Nenhum comentário:

ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA – O LIVRO DOS ESPÍRITOS – LIVRO SEGUNDO – MUNDO ESPÍRITA OU DOS ESPÍRITOS – parte

CAPÍTULO VIII EMANCIPAÇÃO DA ALMA IV LETARGIA, CATALEPSIA, MORTE APARENTE (Questões: 421 a 424) Neste item do capí...