ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - LIVRO SEGUNDO – MUNDO ESPÍRITA OU DOS ESPÍRITOS – DOS ESPÍRITOS - PARTE 33

- V – DIFERENTES ORDENS DE ESPÍRITOS
(Questões: 96 a 99)
“Admira-se de haver sobre a Terra tantas maldades e tantas paixões inferiores, tantas misérias e enfermidades de toda sorte, concluindo-se que miserável coisa é a espécie humana. Esse julgamento decorre de uma visão estreita, que dá uma falsa ideia do conjunto. É desnecessário considerar que toda a humanidade não se encontra na Terra, mas apenas uma pequena fração dela. Porque a espécie humana abrange todos os seres dotados de razão, que povoam os inumeráveis mundos do Universo. Ora, o que seria a população da Terra, diante da população total desses mundos? Bem menos que a de um lugarejo em relação à de um grande império. A condição material e moral da humanidade terrena nada tem, pois, de estranho, se levarmos em conta o destino da Terra e a natureza de sua população”. (Evangelho Segundo o Espiritismo. Capítulo III – Há Muitas Moradas na Casa de Meu Pai. Item 6: Destino da Terra e Causas das Misérias Humanas).


   1.       O Que é a Terra?
   2.      Quem são os seus habitantes?

   Segundo Santo Agostinho, para responder tais questões, basta considerar a Terra em que habitamos. Nos itens 13/14 do Evangelho Segundo o Espiritismo, no capítulo III, diz esse magnífico Espírito: “A superioridade da inteligência, num grande número de seus habitantes, indica que ela não é um mundo primitivo [...], mas também os numerosos vícios a que se inclinam são o indício de uma grande imperfeição moral. [...] Não são todos os Espíritos encarnados na Terra que se encontram em expiação”.

E prossegue, no item 14, dizendo que na Terra há os Espíritos saídos da infância, educando-se e desenvolvendo-se ao contato dos mais avançados. A seguir há as raças semicivilizadas em progresso. Também, há aqueles em expiação, tais como estrangeiros, pois, viveram em outros mundos e foram excluídos por sua obstinação no mal, vez que perturbavam os bons.

Assim, pois, Santo Agostinho diz que a Terra é um tipo de mundo expiatório, servindo de lugar de exílio para Espíritos rebeldes à lei de Deus, onde devem lutar contra a perversidade dos homens e a inclemência da natureza. “Trabalho duplamente penoso, onde desenvolverá, a uma só vez, as qualidades do coração e as da inteligência. Desta forma, Deus, na sua bondade, torna o próprio castigo proveitoso para o progresso do Espírito”. 

É possível você indagar: o nosso estudo não é de O Livro dos Espíritos? A nossa resposta é positiva: SIM. Porém, é extremamente importante que o aprendiz do espiritismo nunca se esqueça: Allan Kardec foi o CODIFICADOR do Espiritismo. Não produziu, portanto, a partir das instruções dos Espíritos, apenas uma obra. Não. Kardec organizou uma magnífica obra produzida pelos Espíritos Superiores sob a direção do Espírito da Verdade. Desta forma, ao estudar o Espiritismo – SEJA QUE ASSUNTO FOR –, o aprendiz DEVE conciliar sua pesquisa COM TODA A OBRA PRODUZIDA PELOS ESPÍRITOS. Portanto, é pertinente usar o Evangelho e as demais obras para responder às indagações que partem de um estudo de quaisquer das obras. O ESPÍRITA DEVE CONHECER O TODO!

Feitas estas considerações, voltamos para o tema de hoje: DIFERENTES ORDENS DE ESPÍRITOS.

Não nos esqueçamos de que uma pergunta é recorrente em vários estudos. Os aprendizes perguntam: QUAL O LUGAR QUE OCUPO NA ESCALA ESPÍRITA?

Talvez tal pergunta busque uma resposta diferente daquela que o próprio aprendiz já a tenha. Isto é, VOCÊ NÃO É ESPÍRITO PURO. Em sendo assim, baseado na explicação dada pelo Espírito Santo Agostinho de que A TERRA É UM MUNDO EXPIATÓRIO, e, conforme o texto dos itens 6 e 7 do Capítulo III do Evangelho Segundo o Espiritismo desenvolvido pelo Codificador,  não sendo o planeta a morada de toda a humanidade, quem nele se encontra é um habitante de um arrabalde, um hospital, uma penitenciária, um pantanal.

Diante de todas essas informações é importante aprender que:
a)     Os Espíritos não são iguais, pois há diferentes ordens, decorrente da PERFEIÇÃO MORAL A QUE TENHAM CHEGADO;
b)     O número dessas ordens ou graus de perfeição é ilimitado e não uma há linha divisória ou barreira entre elas; Podem ser multiplicar ou restringidas à vontade;
c)      Existem 3 grandes ordens para que se possa pensar em uma classificação, onde na 1ª estão os que chegaram à perfeição; na 2ª os que chegaram ao meio da escala e desejam o bem e à sua preocupação;
d)     Na 3ª, os que estão na base da escala, os Espíritos imperfeitos; Caracterizam-se pela ignorância, desejam o mal e possuem todas as más paixões que lhes retardam o desenvolvimento;

    Veremos no próximo estudo, com Allan Kardec, que estas três grandes ordens foram distribuídas de modo a propiciar conhecimento sem fechar questão, eis que os graus de perfeição (questão 97) e o número dessas ordens são ILIMITADOS. Todavia, podemos adiantar que o Codificador descreve dentre os Espíritos Imperfeitos os caracteres gerais que são muito conhecidos de todos nós.
   
   Assim sendo, ao tratarmos das DIFERENTES ORDENS DE ESPÍRITOS, precisamos lembrar: é a nossa evolução moral e material que nos colocará na faixa vibratória em que nos moveremos. 

   Vale dizer, e buscando o item V do Livro Terceiro, Capítulo XII, intitulado Perfeição Moral, em que SANTO AGOSTINHO responde as questões 919 e 919-a de O Livro dos Espíritos em que o Codificador questionou: Qual o meio prático mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir ao arrastamento do mal? 
   
    Resposta: - Um sábio da Antiguidade vos disse: “Conhecete-te a ti mesmo”. 

    Na questão seguinte, a respeito de qual o meio de chegar a conhecer a si próprio, a resposta é: - [...] no fim de cada dia interrogava a minha consciência, passava em revista o que havia feito e me perguntava [..] se não tinha faltado ao cumprimento de algum dever, se ninguém teria tido motivo para se queixar de mim. [...] 

    Finalmente, queremos concluir que não nos enganemos, pois, SABEMOS A QUE DEGRAU DA ORDEM (escala espírita) PERTENCEMOS. Se ainda ficou difícil lembre-se de questionar-se:
    1.       Qual a categoria do planeta que vivemos?
    2.      Quais são as virtudes que possuo verdadeiramente e, da mesma forma, quais as más   paixões que tenho inclinação;
   3.      Interrogue sua consciência diariamente fazendo um inventário das ações cotidianas;
   4.      Qual a distância há entre EU e o HOMEM DE BEM descrito no Evangelho Segundo o Espiritismo?

   E se tudo que apresentamos ainda não convenceu seu arguto raciocínio convido-lhe a estudar, em profundidade, a Justiça Divina Segundo o Espiritismo, que, na verdade se trata de um processo de julgamento onde os homens e as instituições são acusadas e o juiz pronuncia a sua sentença, contidos na Obra O CÉU E O INFERNO. Examine, ainda, o item 8 do Capítulo II de O Evangelho Segundo o Espiritismo e ...
  
   "CONHEÇA-TE A TI MESMO!”.

Nenhum comentário:

ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA – O LIVRO DOS ESPÍRITOS – LIVRO SEGUNDO – PARTE 82

– CAP. IX – INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPÓREO – XI – DOS PACTOS – (Questões: 549 a 550) – Paira em torno do Esp...