TEMPOS DIFÍCEIS



TEMPOS DIFÍCEIS

Recapitulando...

Em 2017 vimos surgir, com extrema contundência, a divulgação de possíveis crimes de assédio sexual e moral, abuso sexual e estupros. Dentre os investigados, ao menos 69 (sessenta e nove) figuras públicas. Várias da indústria do entretenimento nos Estados Unidos, incluindo, também, políticos (um é ex-presidente dos EUA). Não esqueçamos o caso Lewinski, uma ex-estagiária da Casa Branca.

Recordemos o famoso escândalo que recebeu o apelido de “mensalão”, anos 2005 e 2006, referente à corrupção no Congresso Nacional. Em março do ano de 2014 deflagrou-se a chamada Operação Lava Jato, que se encontra em andamento, cujo objetivo é apurar um esquema de lavagem de dinheiro público que movimentou bilhões de reais em propina.

Denúncias de abuso sexual de menores por clérigos membros da Igreja Católica onde houve acusações nos Estados Unidos e no mundo, dentre os quais citamos os países: Portugal, Alemanha, Austrália, Espanha, Bélgica, França, Reino Unido, Irlanda e Canadá. Movimento que culminou, em 2013, coma a criação pelo Vaticano de uma comissão especial para proteção dos menores vítimas de abusos sexuais e de combate aos casos de pedofilia no clero.

Em 2017, o Ministério Público de Portugal abriu investigação para apurar uma suposta rede de tráfico internacional de crianças envolvendo determinada igreja evangélica do Brasil com atividades naquele país, cujo inquérito ficou a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa. 

Temos, no Espiritismo Mundial, a questão envolvendo o livro A Gênese de Allan Kardec, onde, de um lado, pesquisadores empenhados em manter a palavra genuína do Codificador empreendem o esforço que lhes cabe na empreitada e, de outro lado, confrades preocupados com a possível desunião dos espíritas em razão da possível “polêmica”. Todos, ao seu turno, com excelentes motivações. 

Não se preocupe, pois, [...] não existe nada escondido que não venha a ser revelado, ou oculto que não venha a ser conhecido. (Lucas, cap. 12, versículo 2). 

SERMÃO PROFÉTICO DE JESUS

No Sermão profético de Jesus encontraremos uma frase muito propícia aos tempos atuais: 

“Haverá rumores de guerra, nação contra nação, haverá fome, pestes e tremores de terra; [...] sereis levados ao tribunal por minha causa [...] irmão entregará irmão à morte, e o pai ao filho”. 

Os meios de comunicação nos trazem dia a dia os rumores de conflitos bélicos envolvendo as chamadas potências e aqueles que buscam esse título penalizando a própria população. As delações não parece ser prenúncio da previsão “irmãos entregando irmãos”? O Caso Odebrecht não parece remeter à parte que fala do “pai ao filho” do Sermão?

O relatório The State of Food Security and Nutrition in the World 2017 (conjunto de condições da segurança alimentar e nutrição no mundo) prevê que um dos desafios da humanidade será garantir que, em 2050, com uma população estimada em 10 bilhões de pessoas, que todos tenham o que comer. Em 2017, em todo o mundo, 815 milhões de pessoas passavam fome. Esse relatório foi apresentado na ONU e demonstrou que a grande maioria dos famintos (489 milhões de pessoas) vive em países afetados por conflitos e quase 122 milhões de crianças menores de cinco anos com atrasos no crescimento (75% delas) vivem nesses locais.

Ainda, na área da saúde, lembramos o que tem assolado o mundo e não menos no Brasil, ebola, HIV, hepatite, gripe suína, dengue, malária, meningite e febre amarela, dentre outros, esses os conhecidos e divulgados.

TEMPOS DIFÍCEIS

Na obra Justiça e Amor, psicografia de Raul Teixeira, ditada pelo Espírito Camilo, encontramos a seguinte página: “São tempos difíceis e definidores esses tempos atuais. São oportunidades para que as almas encarnadas na Terra possam escolher de que lado anelam ficar, se na luz, se nas sombras”. 

OS TEMPOS SÃO CHEGADOS

Na segunda parte do livro Obras Póstumas, a mensagem intitulada REGENERAÇÃO DA HUMANIDADE, traz a revelação dos Espíritos conforme se lê abaixo, referente aos tempos chegados:

“E como se a destruição não caminhasse com bastante rapidez, ver-se-ão os suicídios multiplicarem-se numa proporção inaudita, até entre crianças. Jamais se terá visto tão grande número de loucos, pobres desgraçados, que são riscados, antes da morte, do número dos viventes. São estes os verdadeiros sinais dos tempos! E tudo isto se realizará pelo encadeamento de circunstâncias, sem que, como já dissemos, sejam derrogadas, nem de leve, as leis da natureza”.

A Organização Mundial da Saúde diz que a cada 40 (quarenta) segundos, uma pessoa se suicida em algum lugar do mundo. Tanto países pobres (com altas taxas) quanto países ricos e desenvolvidos fazem parte da chocante estatística.

QUAL A PARTE QUE ME CABE NESTE LATIFÚNDIO?

Na obra Entrega-se a Deus, ditada pelo Espírito Joana de Ângelis a Divaldo Franco, encontraremos o alerta: “Mede-se a grandeza de um cidadão pelos esforços que empreende para melhorar-se, trabalhando em favor de uma futura sociedade mais justa e mais feliz”. 

O livro Transição Planetária, ditada pelo Espírito Manoel Philomeno de Miranda, reporta-se no capítulo 19 à reconstrução da Nova Terra e a felicidade dos seus habitantes no futuro, processo que está em franco desenvolvimento em toda parte, mas, que há necessidade de vigilância quanto aos inimigos do Bem que habitam os guetos espirituais inferiores que urdem ataques e tramam vinganças.

Esclarece-nos o benfeitor que ninguém está à mercê do mal, exceto quando se permite a tal vinculação. Alerta-nos quanto à fascinação e subjugação iniciadas discretamente, roubando o discernimento de muitos e permitindo o aproveitamento das debilidades ainda persistentes na natureza humana.

Revela-nos o benfeitor que tais entidades trabalham pela desunião dos companheiros de lide espiritual, maledicência e calúnias bem divulgadas, como se estivessem trabalhando para senhores diferentes e não para Jesus. (reflita sobre o movimento espírita e o momento atual).

SIGAMOS COM ALLAN KARDEC, O CODIFICADOR DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS 

“Fé inabalável é somente aquela que pode encarar a razão, face a face em todas as épocas da humanidade”. (se somos espíritas, estaremos unidos e não divididos! independentemente de religião, pois, o verdadeiro espírita e o verdadeiro cristão são uma e a mesma coisa - E.S.E.). 

Jesus combateu o farisaísmo veementemente. Principalmente o fato de não haver entre eles a comunhão entre discurso e ação.

Analisando séria e detidamente seus ensinamentos, toda ocasião era oportunidade de evangelizar espíritos. Movia-se sempre na direção do amor e da caridade incondicional.

Combateu a discriminação das mulheres, discriminação pela profissão (caso dos pastores, por exemplo) e pugnava pela união verdadeira dos indivíduos. Ensinou o verdadeiro teor do sacrifício (longe de se tratar dos holocaustos e ofertas de animais sacrificados, rituais meramente exteriores).

Ao viver o mandamento amai ao próximo como a si mesmo, demonstrou não haver condição para determinar quem era “o próximo” (não vamos encontrar que ele se refere somente a pessoas, por exemplo).

Portanto, sigamos cada um no posto onde estamos colocados pelo próprio Mestre, executando a tarefa determinada sem o desejo de promoção pessoal, transformando palavras em ações, descendo dos púlpitos para usarmos o “rodo, a vassoura e o pano de chão”.

Os tempos chegaram, façamos luz ao nosso redor. A separação dos bodes e das ovelhas é atribuição daquele que foi constituído pastor assalariado na propriedade do verdadeiro e único Senhor – DEUS.

A evolução é coletiva e acontece na velocidade do passo daquele que é mais lento!

Nenhum comentário:

ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA – O LIVRO DOS ESPÍRITOS – LIVRO SEGUNDO – PARTE 82

– CAP. IX – INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPÓREO – XI – DOS PACTOS – (Questões: 549 a 550) – Paira em torno do Esp...