Seguidores

terça-feira, 13 de outubro de 2020

VÓS SOIS A LUZ DO MUNDO! Entende o que lês quando interpreta a expressão "vós"?


“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa”. Jesus - (Mateus, 5:14-15)

Allan Kardec, ao escrever a Introdução do Evangelho Segundo o Espiritismo, no item I - Objetivo da Obra - irá apontar: "Muitas passagens do Evangelho, da Bíblia, e dos autores sagrados em geral são ininteligíveis, e muitas mesmo parecem absurdas, por falta da chave que nos dê o seu verdadeiro sentido".

O Codificador explicará que essa chave está toda no Espiritismo e que para encontrá-la é preciso estudar seriamente a Doutrina. Além do mais, deixa claro que o Espiritismo se encontra em toda parte, na Antiguidade, e em todas as épocas da humanidade. Em tudo há os seus traços, motivo pelo qual abre horizontes para o futuro ao mesmo tempo em que lança luzes sobre mistérios do passado.

Depois de tratar da Autoridade da Doutrina dos Espíritos, no item III, ainda na Introdução do Evangelho, antes de um pequeno vocabulário, vamos nos deparar com a advertência que nos serve de bússola para a reflexão a seguir:

"Para bem se compreender certas passagens dos Evangelhos, é necessário conhecer o valor de muitas palavras que são frequentemente empregadas nos textos, e que caracterizam o estado DOS COSTUMES E DA SOCIEDADE JUDIA NAQUELA ÉPOCA. Essas palavras não tendo para nós o mesmo sentido, foram quase sempre mal interpretadas, gerando algumas incertezas. A compreensão da sua significação explica também o verdadeiro sentido de certas máximas, que à primeira vista parecem estranhas".

Iniciamos o nosso texto com dois versículos do Capítulo 5 do Evangelho de Mateus que reporta às mensagens proferidas por Jesus no seu famoso Sermão do Monte.

Segundo os estudiosos as figuras masculinas e femininas estão presentes e em perfeito equilíbrio no ministério de Jesus. Vinte séculos após o primeiro, não nos causa surpresa a equiparação dos gêneros, afinal de contas, recordando a Constituição Federal (aqui do Brasil), no seu 5º artigo, todos são iguais perante a lei e não é permitida discriminação de qualquer natureza.

Contudo, não era assim no primeiro século. Para a cultura judaica causou perplexidade e surpresa o discurso de Jesus onde ele faz uso de exemplos do mundo dos homens e do mundo das mulheres. Naquela cultura o status da mulher era diferente do que é hoje na maior parte do mundo civilizado. Além do mais, o publico de Jesus era, na sua maioria, constituído de Fariseus e Escribas. Seria uma ofensa de Jesus aos homens que constituíam a maioria de seu público?

O Livro dos Espíritos, nas Leis Morais, traz várias respostas dos Espíritos Codificadores sobre a Lei de Igualdade (recorde que o trabalho dessa plêiade de Espíritos foi presidido pelo Espírito de Verdade). Jesus trazia, já naquela época, há dois mil anos, toda sorte de exemplos que induziam aquela cultura a refletir sobre o papel e a importância de cada indivíduo no tecido social. Era assim com homens e com mulheres.

No Sermão do Monte, ao exclamar a famosa frase: "Vós sois a luz do mundo", em verdade não é um dito direcionado aos homens ou aos discípulos tão somente. Isto seria apequenar a lição do Mestre. Na verdade, se considerarmos a cultura da época, eram os homens que construíam as cidades. Mas, há outra imagem que está ilustrada na mensagem de Jesus. Recorde-se que naquela sociedade judaica eram as mulheres quem tinham a tarefa de promover a manutenção da casa, como, por exemplo, o preparo de alimentos, mas, havia outra que não pode ser esquecida: as candeias (lamparinas ou lâmpadas) proviam a ILUMINAÇÃO DA CASA e essa era uma tarefa das mulheres: manter a luz acesa. Até hoje, para aquela cultura, essa ainda é tarefa da mulher (acendem velas no Shabat).

Considere toda a tecnologia usada pelos homens para as suntuosas construções e não se esqueçam que cada um deles teve sua inteligência iluminada por uma mulher, no seu lar, sendo essa a representação da importância de todos os indivíduos encarnados na Terra, sem distinção. Recorde, ainda, que LUZ, nas escrituras, significa: ESCLARECIMENTO.

Jesus já mostrava a igualdade e a importância dos indivíduos desde as primeiras palavras do Seu Ministério.

Estude e Viva.

Uberaba - MG, 13 de Outubro de 2020.

Beto Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Vamos debater temas sem disputar.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

DESTAQUE DA SEMANA

VÓS SOIS A LUZ DO MUNDO! Entende o que lês quando interpreta a expressão "vós"?

“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire...

MAIS VISITADAS