Seguidores

sexta-feira, 5 de março de 2021

FALANDO A RESPEITO DO ... RESPEITO!

O tema de hoje nos convida à reflexão  profunda, pois considera o conjunto de experiência e cultura individual.

Em definição comum, o que é respeitar? Refere-se à deferência por alguém ou algo, ter consideração ou demonstrar acatamento, obediência. E, penso, está nessa definição o cerne do problema que envolve a conduta humana em sociedade.

Vamos, então, pensar a respeito disso. Veremos se é possível fazer algo a respeito.

Partindo da definição, isto é, com base no verbo respeitar, temos que trata-se de uma ação. Respeitar é um ato, está na esfera do agir em relação a.

O comportamento humano, de modo geral [e aqui falo pela experiência da convivência no grupo social] demonstra que os indivíduos, antes de se posicionarem diante do outro, analisam esse "outro" por meio de outro verbo: merecimento.

A reflexão antes do posicionamento é: fulano ou cicrano "merece" o "meu respeito"?

Nesse caso, enfrentamos um paradoxo: respeitar o outro é um favor que empresto a uns e outros segundo meus conceitos prévios sobre os mesmos?

E eis que, então, surge novo verbo no meio disso tudo: o dever. Esse verbo nos encaminha a pensar sobre MORAL. Unindo as duas expressões teremos o dever moral. A convivência em sociedade demonstra que dever moral não se trata de moralismo (ver significado ao final do texto), mas, de moralidade.

É preciso compreender, mais do que entender essa diferença. A moral define-se como a regra da BOA conduta. Portanto, da distinção entre o bem e o mal. E a boa conduta resume-se no fazer o bem e para o bem de todos.

Sendo assim o dever é a obrigação moral, para consigo mesmo e para com os outros. A luta pelo bem viver se encontra internamente no ser onde o antagonismo ocorre entre as seduções dos interesses e do sentimento. São aqueles "dois cães" que lutam no íntimo de cada ser. Vence o que é mais alimentado ou acalentado.

Finalmente, não vemos solução possível senão a que é apreendida por meio do hábito. Respeitar é uma obrigação, é um dever moral. Essa é a única conduta do bem viver. Se conduzir bem te define como boa pessoa. Do contrário, não há desculpa, você é má pessoa porque não sabe como se conduzir no meio social e não reconhece o outro como semelhante. Desta forma o que fica aparente é a sua insignificância diante do conjunto.

Um alerta! As leis morais estão gravadas nas consciências individuais e Deus não constituiu nenhum procurador na Terra para advogar tal ou qual tese. Você não deve verificar se "o outro" age no bem. Seu olhar deve estar intimamente focado em si mesmo. Esse é o segredo.


MORALISMO: [ÉTICA] consideração moral inconsistente por estar separada do sentimento moral, por ser baseada em preceitos tradicionais irrefletidos ou por ignorar a particularidade e a complexidade da situação julgada.


Uberaba-MG, 05 de março de 2021

Beto Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente. Debatemos sem disputar.

DESTAQUE DA SEMANA

ENTENDA OS SINAIS DOS TEMPOS E O PROCESSO DE MIGRAÇÃO E EMIGRAÇÃO DOS ESPÍRITOS EM CURSO

  INTRODUÇÃO 1. Qual o objetivo do processo de migração e emigração dos Espíritos? 2. Quais são os sinais de que esse tempo é chegado? 3. Co...

MAIS VISITADAS